terça-feira, 5 de abril de 2011

Mulher denuncia policiais militares por execução em cemitério de São Paulo.

SÃO PAULO - A coragem de uma mulher levou dois policiais militares de São Paulo à prisão. Eles haviam participado de uma execução. A mulher, que não teve a identidade revelada, estava dentro de um cemitério em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, e presenciou os policiais tirando uma pessoa da viatura e atirando contra ela. A testemunha ligou do celular para o telefone 190 da Polícia Militar (Copom) e relatou o ocorrido. Ela deu inclusive as placas do carro e o prefixo da viatura. A Corregedoria da PM de São Paulo abriu um Inquérito para investigar o caso. O caso foi revelado pelo site do jornal "O Estado de S.Paulo". O áudio foi obtido pela Rádio CBN.
- Olha eu estou no cemitério Parque das Palmeiras, em Ferraz de Vasconcelos, e uma viatura da Polícia Militar acabou de entrar com uma pessoa dentro. Ele tirou essa pessoa do carro e deu um tiro. Eu estou aqui próximo da sepultura do meu pai - diz a mulher ao tendente do 190.
Ele responde:
- A senhora sabe o prefixo dessa viatura?
- Não, eu não vou chegar perto para olhar. Eu estou vendo a viatura, mas não dá para ver o prefixo. A viatura vai passar e vai dar para eu ver o prefixo. Espero que não me matem também - diz a mulher.
A mulher informa a placa ao atendente e o prefixo da viatura: M29411.
O atendente diz que vai registrar a ocorrência e pede que ela ligue também na Corregedoria da Polícia Militar.
Em seguida, antes de deixar o cemitério, os policiais percebem que estão sendo observados e abordam a mulher. A testemunha avisa ao atendente do Copom. E começa a discutir com o policial militar.
- Tem um PM vindo na nossa direção. Desculpa, era o senhor que estava naquela viatura? O senhor que efetuou o disparo ali? Eu estou falando com a Polícia Militar - diz a mulher.
O policial diz que estava socorrendo a vítima. E a mulher responde:
- Meu senhor, olha bem para minha cara. Ele falou que estava socorrendo. É mentira, é mentira. Eu não quero conversar com o senhor. Ele está dizendo que estava socorrendo. Ele entrou dentro do cemitério.
O policial se justifica:
- Ele ameaçou
E a mulher diz:
- Obrigada, o senhor já disse tudo.
             ( O GLOBO)

                         **************************************
A história dessa denuncia tem sido a principal manchete dos jornais de hoje.

Eu não sei quem é essa mulher, mas quero dizer aqui que eu admiro a coragem dela.
Quem dera se mais pessoas tivessem essa coragem. Talvez o nosso país estivesse um pouco melhor.

Bjos

1 Novas Idéias:

Anna Rachel disse...

Nâna, arteira querida, realmente tem de ter muito peito, coragem e ser muito cidadã para ter a atitude q ela teve. Não sei se faria o mesmo, provavelmente eu não conseguiria.
Só tenho q parabenizar essa mulher q agora está no dito 'Programa de Segurança'! Será? Ou dia destes receberemos a notícia de q ela foi executada? Temos de lembrar q pessoas nesse programa perdem o nome... a vida!!
De qq forma, uma atitude cidadã e louvável. Q Deus a proteja.
E Nâna... parabéns por ter ganhado o sorteio de 6 meses lá do bloguito. Preciso q vc me passe, por e-mail, seu endereço para q eu possa postar o mimo.
Bjão e mts abraços! ;D

Postar um comentário

Adorei a sua visita...
Agora só falta o comentário...

 
Template Free por Cantinho do Blog.Quer um template personalizado para o seu blog? Clique Aqui »